Instalação nos EUA visa simular casos extremos da condução autônoma em vias públicas.

A montadora japonesa Toyota está trabalhando em uma instalação no estado de Michigan, nos EUA, para testar veículos autônomos. O foco é replicar os chamados “casos extremos”, simulando cenários perigosos da condução de carros deste tipo em vias públicas. A previsão é de que a pista entre em operação em outubro deste ano.

Ryan Eustice, vice-presidente sênior do Instituto Toyota de pesquisa de condução autônoma, afirma que o novo site dará a flexibilidade de personalizar os cenários de direção que ampliarão os limites da tecnologia e aproximará a empresa da concepção de um veículo conduzidos por seres humanos incapaz de causar acidentes.

A corrida pelos carros autônomos já conta com gigantes como General Motors, Google e Uber, que correm para lançar um veículo viável para comercialização. 

A segurança tem sido uma das principais preocupações, impulsionada pelo recente acidente de um veículo da Uber no Arizona.

Após o acidente, a própria Toyota suspendeu todos os testes de direção autônoma nas estradas públicas dos EUA e continuou apenas em pistas fechadas. “Vamos retomar os testes nas vias públicas daqui a algumas semanas, uma vez que esses três sistemas estejam mais alinhados”, disse um porta-voz da companhia, à agência Reuters.

 Fonte: Computer World