Depois de muita especulação e uma série de novidades vazando ao longo da semana, a Google lançou oficialmente a primeira prévia do Android P, próxima versão do sistema operacional da companhia. Essa preview inicial é completamente focada nos desenvolvedores e está disponível inicialmente apenas para a linha Pixel de smartphones. Vamos às mudanças.

Suporte para telas no estilo do iPhone X

É impossível questionar que o detalhe no topo da tela do iPhone X chegou de vez ao mundo de celulares com Android, como vimos em vários aparelhos lançados durante a MWC 2018 e em outros que ainda não foram anunciados oficialmente.

Então não é nenhuma surpresa que o Android P terá suporte para esse tipo de tela. Os desenvolvedores podem até mesmo testar como ficará o visual do seu aplicativo em displays com diferentes tipos de cortes. Parece que esse detalhe veio mesmo para ficar.

Um print.

Detalhe de como os desenvolvedores poderão se preparar para os novos formatos de tela.

Mudanças no visual das notificações

A Google costuma fazer várias alterações nessa área durante o desenvolvimento, então não é possível saber com certeza se essas novidades estarão na versão final. Dito isso, os ícones de notificação e os detalhes que aparecem por ali devem sofrer algumas modificações.

O destaque vai para os aplicativos de mensagens, que devem receber a função de Smart Replies, que usa o que a outra pessoa falou para sugerir respostas prontas. Imagens e adesivos também poderão ser visualizados diretamente na notificação, sem a necessidade de abrir a mensagem para isso.

Um printNotificações terão Smart Replies e poderão exibir imagens.

Outras novidades

  • Melhorias na gestão de energia para utilizar a bateria de maneira mais eficiente.
  • Restringir o acesso à câmera e ao microfone de aplicativos que estão em segundo plano
  • Caixa de diálogo padronizada para aplicativos que quiserem verificar uma impressão digital.
  • Mudanças no Autofill que devem facilitar o preenchimento automático de logins e senhas salvas.
  • Suporte a mais codecs de vídeo e imagem, como o HDR VP9 Profile 2 e o HEIF.
  • Nova API para múltiplas câmeras permite que aplicativos decidam qual sensor deverá ser utilizado.
  • Suporte ao Wi-Fi Round-Trip-Time para melhorar a precisão dos serviços de localização. Ele é capaz de dizer onde você está com uma margem de erro de apenas um ou dois metros, o que será de grande ajuda para mostrar trajetos do Google Maps em locais fechados, como em um shopping.
  • O Android sempre teve problemas na hora de fazer as atualizações chegarem aos consumidores, já que isso é algo que fica no controle das fabricantes. Como consequência, muitos aplicativos são feitos para versões antigas do sistema. A Google quer consertar isso e vai começar a exibir um aviso quando o usuário instalar programas destinados ao Android 4.2 ou anterior.

Como dito anteriormente, essa preview é feita para desenvolvedores. Mais detalhes sobre a nova versão do sistema serão repassados durante o evento Google I/O, que acontece em maio. O Android P também terá uma versão beta quando o lançamento estiver mais próximo.

Fonte: Tecmundo